Antes de mais nada, você sabe o que é um E-Commerce?

E-commerce

O E-commerce é uma loja virtual, nada mais que isso. Se você tem uma micro-empresa, um negócio próprio, ou mesmo é um micro-empreendedor, um e-commerce pode ser interessante para você. Veja aqui 4 motivos para você criar um negócio e-commerce.

Já sabendo que o E-Commerce é uma loja virtual, quais os tipos?

Como todo negócio, o e-commerce também é dividido em nichos. Esses tipos dizem respeito ao tipo de cliente que o e-commerce atende e, também, o tipo de canal de comunicação com o cliente.

-Nicho? Canal? Tô entendendo nada!!!

Calma que a gente te explica!

Nicho é o tipo, o grupo a que se pertence. O nicho de mercado, por exemplo, é o tipo de cliente que você e seu negócio pretendem atender. Exemplo? Loja de roupas de festa e femininas. Bem específico, né?

Canal é por onde você atinge o seu mercado. Seja numa loja física, numa loja virtual (e-commerce!) ou mesmo por aplicativo (mobile).

-Ah, sim! Agora foi! E quais são os tipos?

E-commerce Negócio

Calma! Antes vamos entender quem é a tríade do mercado?

O mercado se divide em três grupos:

  • Business (B): A empresa ou negócio;
  • Client (C): O cliente;
  • Government (G): O governo.

Agora que você sabe quem pode se relacionar no mercado, podemos falar dos tipos.

1 – Business-to-Business (B2B)

E-commerce Deal

O B2B é o mercado no qual uma empresa negocia com outra empresa. Uma empresa A oferece para uma empresa B seus serviços ou produtos, podendo exibi-los em uma loja virtual. Ocorre mais geralmente por meio de um site institucional, onde se pode solicitar um orçamento. Aprenda aqui 5 formar de turbinar seu site.

2 – Business-to-Government (B2G)

O B2G é onde uma empresa trabalha focada em vender para o governo e seus órgãos governamentais. Assim, quase nunca se vê uma loja virtual, apenas um site institucional onde a empresa apresenta seus serviços ou produtos, e a empresa disputa o seu cliente por meio de pregões ou licitações. Já possui um site para sua empresa? Entenda aqui as qualidades de um site institucional eficiente.

3 – Business-to-Client (B2C)

E-commerce Sale

O B2C é o tipo de negócio mais comum quando se trata de loja virtual. Temos como exemplo as Lojas Americanas, Submarino, Amazon e outras. Sua empresa exibe seus produtos à venda e disponibiliza a compra online, com formas de pagamento diferenciadas e opções de entrega. Venha conhecer nossas opções de e-commerce aqui!

.

4 – Client-to-Client (C2C)

O C2C é o mercado mais comum entre pessoas. Você não possui uma empresa, quer vender algo que não usa mais ou está complementando a renda. São muito comuns lojas virtuais gratuitas, como no Facebook, eBay e Mercado Livre.

5 – Mobile (M-commerce)

E-commerce Mobile

O Mobile Commerce nada mais é que o mercado nos celulares e tablets. É quando sua empresa decide vender por meio de um aplicativo, tanto exclusivamente quanto em paralelo com um site. Empresas como Livraria Saraiva e Walmart combinam loja física, loja virtual e aplicativo. Lembrando que uma loja virtual funciona como um aplicativo, e é mais barata que fazer o seu próprio app.

Ficou interessado? Tem alguma dúvida?

Gostou do que leu?
Conseguiu identificar que tipo de negócio representa você ou sua empresa?
Fale conosco, estamos aqui para responder suas dúvidas e te ajudar a iniciar ou melhorar seu negócio, seja por meio de um site institucional, seja por meio de uma loja virtual!

Autoria: Curty Pinheiro – Aluno do 5° Ano de Engenharia Química do IME