Banco de dados é o novo carro à álcool!

Lá pelos idos dos anos 70, o dito popular “Carro à álcool: você ainda vai ter um!” se tornou popular.

– Mas você não ia falar de banco de dados? O que o carro à álcool tem a ver?

Onde eu uso isso?

Calma que eu explico: Se o ditado antigo nasceu por uma crise do mercado de petróleo, este se dá pela evolução da tecnologia da informação. E não é de hoje que os chamados data banks estão no nosso dia a dia. Vou te provar isso, ok?

Imagem relacionadaPlanos De Saúde

Lembra quando as telas dos computadores eram em preto e branco? Quando, ao ir num hospital, lhe perguntavam pelo cartão do plano de saúde ou se a consulta era particular? Então, naquela tela o atendente iria buscar pelo seu cadastro e, assim, resgatar suas informações para identificar o paciente.

– Entendi, mas o que mudou?

Isso não mudou até hoje. Ao chegar para um atendimento, o mesmo procedimento é feito. E é aí que está o banco de dados: um grande cadastro!

Nesse banco de dados está tudo sobre você: Nome, telefone, CPF, …

Também informações médicas: tipo sanguíneo, alergias à medicamentos, consultas anteriores, …

Todos esses dados com fácil acesso, facilitando a sua vida, a do atendente e a do médico. Afinal, você não quer repetir tudo isso para nenhum dos dois, nem eles querem anotar tudo isso repetidas vezes, certo?

Resultado de imagem para caixa eletronico 24 horasBanco

Achou que só seu médico guarda seus dados? Seu gerente também!

Transações realizadas, valores envolvidos, números de contas. Tem cartão de crédito? Dá-lhe mais dados: Compras realizadas, parcelamentos, lojas em que fez a compra.

Podemos listar tantos dados quanto se queira, assim paramos por aqui, tá?

– Tudo bem, mas pra quê tanto dado?

Por que ter tudo isso? Imagine que um banco como o Banco do Brasil, que possui aproximadamente 40 milhões (Sim!) de clientes, tivesse que anotar tudo isso? E quem iria assegurar que esses dados não seriam roubados ou usados para má fé?

Banco de dados também é segurança! Seus dados podem ser criptografados e escondidos, assim nenhum hacker irá acha-los tão facilmente.

No seu negócio!

– Agora sim! Como isso me ajuda?

Você é dono de uma loja ou e-commerce? Controle de caixa, estoque, clientes, fornecedores…

Você é prestador de serviços? Agendamentos, clientes, materiais…

Você é possui uma escola? Alunos, professores, turmas, aulas…

Corretor de imóveis? Investidor no mercado de ações? Empreendedor? Qualquer que seja a resposta, você está em um data bank e/ou possui um, talvez só não saiba ainda. De pessoas a sites, todos precisam de um sistema de controle de dados: um banco de dados.

Imagem relacionadaEmpreendedores/Microempresas

Acabou de ter uma ideia e está implementando? Parabéns, sua startup vai precisar usar um banco de dados para estruturar suas operações. Monitorar seus processos e suas vendas é imprescindível para uma empresa, principalmente para uma que está começando.

Mesmo empresas como Uber e NuBank precisam ter controle de seus clientes, colaboradores e serviços prestados. Não importa o tamanho, o gerenciamento de informações é um dos pilares de qualquer empresa.

Resultado de imagem para ambevFábricas/Linhas de Produção

Numa fábrica, seja de fundo de garagem ou do tamanho da Ambev, é necessário controle da produção. Saber o quanto se gasta para produzir, em quanto tempo e em qual quantidade, é a chave para o sucesso.

Através da análise desses dados você consegue entender onde melhorar, onde cortar custos e onde maximizar sua produção. Assim, você otimiza sua fábrica como um todo, e consequentemente aumenta seus lucros.

E como eu crio um banco de dados?

– Tá ok, gostei das funções e realmente é muito útil! Mas, como eu faço um?

Você provavelmente já fez, só não sabe ainda. Sua agenda de contatos é um, seu bloquinho de endereços também.

Resultado de imagem para planilha restaurante excel

Um dono de restaurante, por exemplo, possui um caixa que está programado para ler a comanda e dizer o preço a pagar, certo? Por trás disso, há um banco de dados que conecta cada item da comanda com seu preço. Assim ninguém precisa fazer contas na hora de pagar, e o dono consegue ter controle de quantos clientes passaram no restaurante no dia, o horário e o quanto consumiram.

Um banco de dados pode ser feito de diversas formas: Excel, SQL, Oracle

O mais importante é ter um banco de dados otimizado para a sua necessidade. Fazendo bom uso, seu banco de dados aumenta não somente o controle sobre seu negócio, como também seu lucro.

Quer saber mais sobre como um banco de dados pode ajudar seu negócio? Fale conosco e iremos te ajudar a achar a melhor solução para você!

Autoria: Curty Pinheiro – 5° Ano de Engenharia Química do IME